Entrevista com Diamantino Serrano, um dos rostos do “Correr Queluz”

Quando e como começou a sua paixão pela corrida? A minha paixão pela corrida começou em 2014, quando recebi um convite para me juntar ao grupo de corrida “Correr Queluz”. Os primeiros treinos eram um desafio; consistiam em correr e caminhar, pois não conseguia correr um quilómetro seguido.

Lembra-se da sua primeira prova de corrida? Pode contar-nos como foi essa experiência? Lembro-me perfeitamente da minha primeira corrida, foi no troféu de Sintra. Foi uma experiência muito dura, mas consegui correr do princípio ao fim sem parar.

Treino e Rotina

Publicidade

Como é a sua rotina de treinos? Quantas vezes por semana treina e quais são os tipos de treino que realiza? Normalmente treino quatro dias por semana: dois treinos leves, um treino de séries ou fartleks e um treino longo. Ultimamente, tenho incorporado treino de bicicleta estática e reforço muscular.

Tem algum treinador ou segue algum programa específico de treino? Atualmente, tenho um treinador, mas por opção minha, não estou a ser treinado por ele. Treino especificamente para duas provas-alvo durante o ano e, no resto do tempo, treino para manter a forma.

Competições e Desempenho

Quais foram as competições mais importantes em que participou? As competições mais importantes em que participei foram meias-maratonas e maratonas, que são as minhas provas preferidas.

Tem algum recorde pessoal ou vitória de que se orgulhe particularmente? Sim, tenho três provas de que me orgulho muito: a maratona da Europa em Aveiro, onde fiz menos de três horas; a maratona de Veneza, onde fui Pacer; e a maratona de Lisboa de 2023, onde também fui Pacer.

Dieta e Preparação Física

Segue alguma dieta específica para melhorar o desempenho nas corridas? Tenho uma alimentação equilibrada e tomo alguns suplementos alimentares para melhorar a recuperação quando os treinos são intensos, especialmente durante a preparação para provas-alvo.

Como faz para se manter motivado e em boa forma física? Para me manter motivado, inscrevo-me em várias provas ao longo do ano. A adrenalina de ter um objetivo ajuda-me a manter o foco. Além disso, gosto de ajudar outros atletas a alcançar os seus objetivos, o que também me motiva.

Desafios e Superações

Qual foi o maior desafio que enfrentou na sua carreira como corredor? Felizmente, nunca tive lesões graves que me impedissem de correr. O maior desafio foi lidar com a desmotivação, especialmente durante a pandemia de COVID-19.

Como lida com lesões ou momentos de desmotivação? Para combater a desmotivação, inscrevo-me em provas. A adrenalina e o compromisso com uma prova ajudam-me a voltar aos treinos com energia renovada.

Sobre a Vida Pessoal

Como consegue equilibrar a sua vida pessoal e profissional com os treinos e competições de corrida? Trabalho de segunda a sexta-feira das 9h às 18h, o que me permite treinar ao final do dia. A minha esposa, Carla Serrano, também gosta de correr, o que facilita conciliar a vida familiar e desportiva.

A sua família e amigos apoiam-no na sua carreira desportiva? Sim, a minha família e amigos são um grande apoio. A companhia da minha esposa nos treinos é especialmente importante.

Inspirações e Influências

Há algum atleta ou figura pública que o inspira na sua jornada como corredor? Admiro muitos atletas profissionais pela sua dedicação. Acompanho também alguns youtubers e influencers de atletismo. No entanto, os atletas que mais admiro são os meus amigos do grupo, que lutam ao meu lado.

Que conselhos daria a alguém que está a começar na corrida? O melhor conselho é fazer exames médicos antes de começar, não ter pressa, e se possível, juntar-se a um grupo de corrida, pois é mais motivante e divertido.

Futuros Planos e Objetivos

Quais são os seus objetivos futuros na corrida? Gostaria de voltar a fazer uma maratona em menos de três horas e completar uma ultramaratona de pelo menos 100 km. Também sonho em correr durante muitos anos e participar em muitas provas internacionais.

Contribuições para a Comunidade

Como acha que o grupo “Correr Queluz” contribui para a comunidade local? O grupo incentiva a prática desportiva e tem ajudado muitas pessoas a se manterem ativas, incluindo caminhantes. A notoriedade do grupo tem levado médicos a sugerirem caminhadas com o “Correr Queluz” aos seus pacientes.

Está envolvido em algum projeto social ou de voluntariado relacionado com a corrida? Sim, ajudamos outros atletas a alcançar os seus objetivos e promovemos a prática de exercício físico na comunidade.

Sobre o Grupo de Corrida “Correr Queluz”

O que o motivou a iniciar o grupo de corrida “Correr Queluz”? Embora muitos pensem que fui eu e a minha esposa que iniciámos o grupo, na verdade, foram dois rapazes, Paulo Caldas e André Almeida, que decidiram criar o grupo após treinos no “Correr Lisboa”.

Pode contar-nos um pouco sobre a história do grupo e como evoluiu ao longo do tempo? O grupo começou a 4 de outubro de 2014 com poucos atletas e foi crescendo gradualmente. Apesar de algumas dificuldades iniciais, o grupo conseguiu aumentar o número de participantes e hoje é bastante ativo.

Como gere o grupo “Correr Queluz” no dia a dia? Já fui administrador, mas agora sou apenas um atleta. No entanto, ajudo nos treinos, liderando o aquecimento e guiando os treinos.

Quantos membros o grupo tem atualmente? No Facebook, temos mais de 2000 membros. Em termos de atletas regulares, temos mais de 100, com cerca de 50 pessoas participando nos treinos semanais.

Qual é o perfil típico dos membros do “Correr Queluz”? A maioria dos nossos membros tem entre 30 e 65 anos e varia desde iniciantes a corredores experientes.

Como é que uma pessoa se pode juntar ao grupo? Existe algum processo específico de inscrição? Não há requisitos ou inscrições formais. Basta aparecer e juntar-se aos treinos. Pedimos apenas que os novos membros tenham uma atitude positiva e estejam prontos para se divertir.

Como são organizados os treinos do grupo? Existe uma programação regular? Temos um treino organizado semanalmente às quartas-feiras, às 20h, no Parque Felício Loureiro em Queluz. Durante a semana, os atletas marcam treinos entre si conforme as suas possibilidades.

O grupo participa em competições ou eventos de corrida? Se sim, quais são os mais memoráveis? Sim, participamos regularmente no troféu de Sintra e temos participado em meias e maratonas internacionais. Um dos momentos mais memoráveis foi a maratona de Veneza.

Quais são os principais benefícios de ser membro do “Correr Queluz”? O principal benefício é o convívio e o apoio mútuo entre os membros. Participamos juntos em provas, organizamos piqueniques e apoiamo-nos nos treinos.

Quais são os principais objetivos do grupo para o futuro? Queremos aumentar a nossa visibilidade nas redes sociais para atrair mais pessoas para a prática de exercício físico e continuar a promover um estilo de vida saudável na comunidade.

Pode partilhar alguma história ou momento especial que viveu com o grupo “Correr Queluz”? Um dos momentos mais especiais foi a viagem a Itália para a maratona de Veneza. O convívio foi fantástico e a prova teve um final incrível. Outro momento inesquecível foi ser Pacer na maratona de Lisboa de 2023 e ajudar um atleta invisual a completar a prova.

Impacto da Corrida na Vida Pessoal e Profissional

Como é que a corrida impactou a sua vida pessoal e profissional? A corrida trouxe grandes mudanças a nível pessoal. Levanto-me cedo aos fins de semana para treinar, tenho gavetas cheias de roupa de corrida e estou sempre atento às novidades de ténis. No entanto, a minha vida profissional não foi afetada.

Bons treinos, melhores provas, divirtam-se e sejam felizes. Cumprimentos a todos!

Leave a Reply