Arritmias cardíacas são comuns

0
  Recentemente fui procurado por um corredor com a seguinte dúvida: "Corro há muitos anos e nunca senti nada. Estou a treinar para a Maratona de Lisboae durante um treino...

Dor no púbis ou Pubalgia

0
Existem muitas dores que afligem atletas e desportistas em geral, sendo que algumas têm características que chegam a ser confundidas com outras patologias. Nestes...

Porque é que um maratonista cheira a animal morto?

0
Após uma sessão mais intensa ou prolongada de treino cardio-vascular, como a corrida, o suor pode apresentar um cheiro amoniacal. A amónia é um composto...

Frequência cardíaca máxima

0
Qualquer actividade física praticada de modo regular promove uma melhoria significativa na saúde das pessoas. Entretanto, como fica a questão da intensidade do esforço?Sempre...

 Chama-se “dor de burro”

0
E um dos maiores flagelos ao corredor. Tanto ataca no seio da alta competição como nos mais despreocupados corredores de pelotão. As suas causas...

Voltar a Correr – Pós Parto

0
A prática de actividade física após o parto é recomendada porque ajuda o corpo a recuperar o ritmo de algumas funções, como a circulação e o funcionamento do intestino. A corrida ajuda a eliminar toxinas da gravidez, liberta endorfina, promove a perda de peso, melhora a auto-estima e combate a depressão pós-parto

Esporão calcâneo.. Os principais cuidados

0
Um esporão calcâneo é uma pequena projecção de osso que se forma no osso do calcanhar, o calcâneo. Ela resulta de uma pressão intensa...

A corrida e a gravidez…

0
A gravidez é um momento de cuidado e atenção. Mas isso não significa que a mulher deva abandonar a corrida. A corrida traz muitos...

O coração do Atleta

0
  A partir da década de 70, observou-se em praticamente todos os países ocidentais um crescente interesse de profissionais e do público em geral sobre...

As lesões do tendão de Aquiles nos corredores de fundo

0
Esta afirmação é tão comum nos corredores que treinam regularmente que chega a causar um certo receio nos atletas. A tendinite passa, invariavelmente, pelo repouso, pelo abandono forçado das pistas e em Portugal, nos casos mais graves, por meses de espera.
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com